Ulbra é sede do Club Sport Marítimo

O Club Sport Marítimo, clube da 1ª divisão do futebol português, conta com o apoio da Ulbra para formar atletas de alto nível e levá-los para a Europa. Ativo desde outubro de 2020 como Club Sport Marítimo Brasil, passou a utilizar o complexo esportivo da Universidade após um acordo firmado no passado.

Além de formar profissionais do mundo da bola, o clube português também se abriga no Rio Grande do Sul com um outro objetivo, que é disputar o Gauchão de 2024.

Projeto em expansão

O Marítimo desenvolve um projeto de expansão desde 2015. Já são 72 escolas de futebol espalhadas pelo Brasil, 30 delas somente no Rio Grande do Sul. Além disso, o clube conta com unidades no Uruguai, Argentina e Estados Unidos. Porém, é a primeira vez que a instituição portuguesa abre um clube em solo brasileiro.

O projeto é coordenado por Mauro Rocha, presidente do Marítimo Brasil. Ex-jogador de vôlei e campeão brasileiro pelo Frangosul, Rocha trabalhou por muito tempo ao lado de Bernardinho no ensino do esporte. No entanto, hoje sua atuação está voltada ao futebol, especificamente em expandir a marca Marítimo, que está ancorada na Ulbra.

“Queremos os meninos treinando nas escolinhas para evoluírem, chegarem na base, jogarem tanto no Brasil quanto em Portugal. Esse é o objetivo do clube: formação de atletas para alto rendimento”, explica Rocha.

Sede na Ulbra

O projeto Marítimo Brasil começou a ser desenvolvido há 15 anos. A escolha de ter uma sede no Brasil, na Ulbra Canoas, foi uma parte pensada do plano. Gaúcho, o presidente Mauro Rocha acredita que sua relação com o município teve influência, no entanto a infraestrutura oferecida pela Ulbra foi fundamental.

“Acredito que o povo de Canoas também vá comprar essa ideia, de ter um time para torcer”, conta Mauro Rocha. O Marítimo teve proposta para levar sua sede para Florianópolis. No entanto, o bom relacionamento com a Ulbra, que inclusive é uma das patrocinadoras do clube, contou bastante.

“O apoio que recebemos da Universidade é muito grande, a estrutura que temos aqui é pronta. Queremos um time que traga emoção, que as pessoas possam se emocionar quando vierem aos jogos aqui”, revela o coordenador.

Além da sede do Marítimo Brasil, com o estádio e o centro de treinamento, o projeto visa à construção de um colégio, com aulas da educação infantil até o médio, bem como escolinhas para outros esportes, como o basquete e o vôlei.

O objetivo da iniciativa, de acordo com Mauro Rocha, é ver crianças crescendo, praticando o esporte e estando dentro do clube. “No Marítimo, na Ilha da Madeira, temos um colégio dentro do clube. Aqui pretendemos alcançar, para o próximo ano, ter um colégio integral, padrão Europa e voltado para o esporte”, pontua.

A estrutura do Marítimo Brasil na Ulbra Canoas

  • Estádio de futebol (capacidade média de 6 mil pessoas)
  • Ginásio multiesportivo
  • Dois campos suplementares de futebol de campo (reconhecidos pela CBF)
  • Dois campos de futebol society
  • Alojamentos
  • Quadras de vôlei e futebol de areia
  • Quatro quadras de tênis
  • Sala de musculação – academia
  • Centro de fisioterapia

Português no Gauchão

O clube português conta com times sub-20, sub-17 e sub-15 no Brasil, em atividade desde meados de maio, além de outras categorias que devem iniciar os trabalhos, com jogadores vindos das escolinhas do estado e de outras partes do Brasil.

O time profissional é a principal aposta, equipe que está sendo preparada para 2022 e contará com 10 jogadores da equipe sub-23 original, de Portugal. Os demais atletas sairão do próprio clube gaúcho, além de uma ou outra aquisição.

O elenco já começou a ser montado, pensando na participação em competições oficiais da Federação Gaúcha de Futebol. O Marítimo Brasil já contatou a FGF para oficializar a inscrição na 3ª divisão gaúcha e demais competições oficiais do estado.

Saiba mais sobre a Ulbra.

 

Twittar
Compartilhar
Compartilhar
Pin