Engenharia de Produção: conheça a oferta de empregos
Dicas de carreira

Engenharia de Produção: conheça a oferta de empregos

Você procura uma profissão que une áreas básicas o mercado de trabalho atual? Um curso que, acima de tudo, conecta engenharia com gestão, economia e contabilidade? A resposta é Engenharia de Produção.

Saiba que, antes de mais nada, a oferta de empregos para esses formados está a mil. Eles  não têm do que reclamar.

Trabalham com conteúdos matemáticos e supertécnicos. E, ao mesmo tempo, com temas mais humanos, como controle de qualidade, produtividade.

E, do mesmo modo, projetos, gestão de pessoas, relações de trabalho.

Neste post, você saberá mais sobre Engenharia de Produção, o mercado nessa área e a indústria 4.0. Confira!

O que faz o engenheiro de produção?

Ele atua, acima de tudo, para melhorar negócio. E, sobretudo, também gerencia recursos humanos, materiais e financeiros.

Planeja, opera e, ainda assim, produz processos industriais e empresariais. Integra, também, as áreas técnica e administrativa em diversos tipos de empresas.

Controla custos e, além disso, determina recursos para a produção. Também controla a qualidade dos produtos e o abastecimento. E, também, a produção rentável dos sistemas.

Está, cada vez mais, atuante. É versátil e completo em setores como:

  • Saúde
  • Ciência de dados
  • Construção civil
  • Indústria
  • Órgãos públicos
  • Serviços

E, além disso, está entre as profissões que mais crescem. Tem, ainda assim, visão global de toda a produção de uma empresa.

Cuida de processos que envolvem pessoas e  equipamentos. E, assim como, projetos. Conecta, também, os principais setores da Engenharia. E, bem como, entre estes, gestão e visão de negócios.

O formado dessa área, agora, deve garantir produção em todo e qualquer processo. Entre estes, estão:

  • Aumento da produção industrial
  • Controle de custos
  • Finanças
  • Logísticas
  • Processos comerciais
  • Relações de trabalho
  • Técnicas melhores

A Engenharia de Produção está focada, todavia, em técnicas diversas. O formado deve ter, antes de tudo, um perfil multidisciplinar.

O mercado da Engenharia de Produção

As vagas estão crescendo, cada vez mais, em todas as regiões do Brasil.

Não apenas as indústrias absorvem o formado, mas, também, várias outras áreas. Tais como:

  • Área da saúde
  • Automação
  • Comércio – atacado e varejo
  • Ensino
  • Fábricas
  • Institutos de pesquisa
  • Mercado de finanças
  • Mineração
  • Negócios em tecnologia da informação
  • Prestação de serviços
  • Telecomunicações
  • Turismo, entre outros

Há oportunidades, contudo, desde a matéria-prima à venda do produto ao cliente.

O engenheiro de produção, além disso, atua na economia empresarial. Gestão de custos e, também, de capital. Em tempos de crise, no entanto, a atuação fica ainda mais em alta.

As ações do formado são, antes de tudo, bastante amplas. Diante disso, vários caminhos podem ser trilhados:

  • Agroindústria: controle e gerência da produção agrícola. E, da mesma forma,  distribui e vende produtos.
  • Desenvolvimento organizacional: analisa e define toda a estrutura de uma empresa. Gestão das finanças, custos, aplicações, inclusive em bancos e carteiras de investimento.
  • Engenharia do trabalho:  gerencia recursos humanos para a produção da empresa, tanto na fabricação de produtos como na prestação de serviços.
  • Planejamento e controle da produção: implanta e administras processos produtivos. Seleção de matérias-primas, controle de produtos e gestão das operações logísticas.

Indústria 4.0

Em todas as áreas, através de ferramentas digitais, também há chance de atuar. E, do mesmo modo, fiscalizar, simular e desenvolver novos projetos.

Em meados de 2010, surgiu a 4ª Revolução Industrial, a chamada Indústria 4.0. Essa mudou, de antemão, etapas de produção. E, além disso, os modelos de negócios por modernas máquinas e computadores.

Inovou, ao mesmo tempo, a Engenharia de Produção. A intenção é unir, também, tecnologias entre as áreas de TI e as de produção. Ou seja, as relações de trabalho não são mais as mesmas.

O mercado, com essa mudança, ampliou a oferta de vagas. Vários novos segmentos  têm buscado contratar o formado e não só mais as grandes empresas.

Engenharia de Produção na Ulbra

O curso da Ulbra forma, também para a vasta área já citada neste post. O egresso, então, está apto para trabalhar na indústria, prestação de serviços, lojas de varejo, companhias de turismo, entre outros.

Muitos formados, do mesmo modo, trabalham com análise de dados e aplicações na área de tecnologia.

O aluno ainda poderá atuar como consultor de grandes grupos metalúrgicos, automotivos e industriais.

Você já está por dentro dos detalhes do curso e o que fazem os formados em Engenharia de Produção. Então, agora, entre no site da Ulbra e faça a sua inscrição!

 

Publicado em 8 de outubro de 2021, por Equipe Ulbra

Posts relacionados

Twittar
Compartilhar
Compartilhar
Pin