As 5 principais abordagens da psicologia!
Graduação

As 5 principais abordagens da psicologia!

Aqueles que se interessam pela área já devem ter ouvido falar nas diferentes abordagens da psicologia.

Essas linhas teóricas são de extrema importância na formação de um psicólogo, pois determinam a maneira como o profissional trabalhará com seus pacientes.

Além disso, conhecer um pouco mais sobre cada uma pode dar uma visão mais detalhada nesse campo de estudo para aqueles que se interessam por iniciar seus estudos nesse curso.

Neste post, falaremos sobre as 5 principais abordagens da psicologia. Continue a leitura!

Quais as principais abordagens da psicologia?

Desde o início dos estudos que deram origem à psicologia como a ciência que conhecemos hoje, ocorreram muitas mudanças.

Ao longo de tantos anos, muitos estudiosos se dedicaram a compreender o comportamento humano e a buscar a melhor forma de encará-lo, dando origem a diversas correntes teóricas.

Cada uma delas continuou evoluindo de maneira independente, de forma que hoje existem diferentes abordagens da psicologia que podem ser adotadas pelo profissional.

A seguir, você encontra informações sobre as principais delas.

Cognitiva

A abordagem cognitiva pode ser chamada também de cognitiva-comportamental e foi iniciada pelo estudioso Aaron Beck.

Esse cientista realizou um estudo que buscava compreender processos de adoecimento psicológico, como a depressão.

Através dos seus estudos chegou à conclusão de que os comportamentos e ações de uma pessoa são determinados por aspectos cognitivos, ou seja, ao funcionamento da sua mente.

Assim, o psicólogo que segue essa abordagem entende que a maneira como as pessoas interpretam suas experiências determina como elas sentem e como se comportam.

Comportamental

Também conhecida como behaviorismo, a abordagem comportamental é caracterizada por encarar o ser humano como um quadro em branco, que é preenchido e construído a partir dos estímulos que recebe.

Um dos principais estudiosos dessa corrente foi B. F. Skinner. Seus estudos o levaram à conclusão de que nossas ações são determinadas pela influência que recebemos do ambiente em que vivemos.

Assim, nosso comportamento é determinado pelo estímulo que nosso contexto nos oferece.

Profissionais que seguem essa abordagem da psicologia costumam trabalhar guiando seus pacientes na criação de novos hábitos e padrões comportamentais, encontrando novas formas de lidar com determinados estímulos.

Psicanálise

A psicanálise é uma das abordagens mais populares da psicologia, por ser a primeira delas e também por seu famoso precursor Sigmund Freud.

Uma das características centrais dessa corrente é que não se analisam apenas os comportamentos, pensamentos e emoções atuais do paciente, mas também aqueles que fazem parte de sua história.

Assim, é muito comum resgatar memórias de infância, eventos passados e até informações que se encontram no inconsciente, para compreender o estado presente.

O psicólogo costuma guiar o paciente durante a sessão, enquanto este expressa seus pensamentos, sentimentos, fantasias, sonhos, sem prejulgar sobre sua relevância ou seu significado.

Humanista

A abordagem humanista foi iniciada por Carl Rogers e diferencia-se das demais em alguns aspectos.

Enquanto as correntes já mencionadas são o ponto de partida do psicólogo no tratamento de um paciente, a perspectiva humanista não tem como objetivo tratar uma condição psicológica através da identificação de suas causas.

Profissionais que seguem essa linha estão mais interessados em proporcionar à pessoa um ambiente acolhedor e confortável, no qual possam trabalhar em conjunto para ela atingir sua melhor versão.

Trata-se de uma visão que valoriza a aceitação do indivíduo e das condições em que se encontra, para que a partir daí seja possível encontrar caminhos para melhorar e alcançar seus objetivos.

Sistêmica

Por fim, entre as principais abordagens da psicologia, encontramos a sistêmica.

É a abordagem responsável pela terapia de família e de casais. 

Terapeutas dessa linha consideraram não apenas o indivíduo, mas a família como o foco para compreender o surgimento e a manutenção do problema.

A atenção é voltada para o contexto familiar, para a maneira como cada membro da família influencia os demais e por eles é influenciado. Os problemas individuais devem ser entendidos na dinâmica e contexto familiar.   

Qual a diferença entre abordagem e área na Psicologia?

Conhecer essas correntes e compreender o que as distingue é importante tanto para pacientes em busca do tratamento ideal quanto para aqueles que estão sendo introduzidos aos estudos na psicologia.

Durante a formação nesse campo, o estudante será apresentado a essas correntes teóricas, aprendendo também a aplicá-las.

No entanto, não se deve pensar que as abordagens da psicologia são o mesmo que suas áreas.

As primeiras são linhas de pensamento que guiam o trabalho do psicólogo, pois serão sua fonte de informação e determinarão qual seu foco e quais as técnicas que irá aplicar com o paciente.

Já a área corresponde ao meio em que o profissional trabalha, ou seja, está atrelada ao conceito de área de atuação.

Alguns exemplos são a psicologia educacional, do trabalho, clínica, hospitalar, jurídica, ou as suas formas mais interdisciplinares de aplicação, como a psicopedagogia e a neuropsicologia.

Tratam-se, portanto, dos ambientes em que o psicólogo atua, independente de qual seja sua abordagem escolhida.

Como se tornar um psicólogo? 

Para aqueles que têm interesse em seguir a profissão de psicólogo, seja qual for a área pretendida e abordagem de interesse, o primeiro passo é se matricular em um Curso de Graduação em Psicologia.

A formação tem duração de 10 semestres, durante os quais o aluno se dedicará ao estudo dos diversos conteúdos necessários para se tornar um profissional ético e qualificado.

As disciplinas que compõem a matriz curricular incluem componentes diversos, como história da psicologia, ética profissional, desenvolvimento humano, psicopatologia, cultura religiosa e direitos humanos e cidadania.

São estudos que oferecem ao estudante uma visão abrangente e generalista do comportamento humano e dos desdobramentos da vida em sociedade, bem como o preparam para a responsabilidade envolvida nas atividades do psicólogo.

Além disso, após a graduação, o estudante pode dar continuidade à sua formação através de uma especialização na abordagem escolhida para guiar seu trabalho.

Se interessou por essa área? Então, está na hora de conhecer o Curso de Psicologia da Ulbra, a Universidade Luterana do Brasil!

Acesse nosso site e confira mais informações a respeito de processos seletivos, mensalidades e nossas unidades de funcionamento.

Publicado em 15 de novembro de 2022, por Equipe Ulbra

Posts relacionados

Twittar
Compartilhar
Compartilhar
Pin