• Não há sugestões porque o campo de pesquisa está em branco.

Educação Física ou Fisioterapia: qual escolher?

Março 7, 2023

Optar pela Educação Física ou Fisioterapia é uma dúvida que surge para aqueles que gostam de trabalhar na área da saúde e com o bem-estar das pessoas.

Em muitos aspectos as duas áreas se confundem, no entanto, existem também diferenças que levam os profissionais a objetivos distintos.

Baseado no conhecimento e estudos a respeito do corpo humano, é possível a identificação dos limites e da capacidade de desenvolvimento que venham a colaborar com a qualidade de vida daqueles que necessitam de apoio ou desejam melhorar as suas condições físicas.

Além disso, os profissionais dessas duas áreas precisam ter a capacidade de analisar, compreender, avaliar e recomendar as melhores práticas para as pessoas que estarão envolvidas no seu dia a dia.

Isso significa que precisam saber reconhecer em seus clientes, pacientes e público, os seus:

  • problemas,
  • desejos,
  • objetivos.

A Fisioterapia é a ciência que tem por objetivo estudar, diagnosticar e recuperar pessoas que possuem problemas de movimentação.

Nesta atividade, existem várias especialidades, como, por exemplo:

  • acupuntura,
  • esportiva,
  • do trabalho,
  • onco-funcional,
  • pneumofuncional,
  • saúde coletiva, etc.

A Educação Física estuda o aperfeiçoamento, manutenção e reabilitação do corpo humano através da movimentação.

Além disso, tem caráter educacional, quando ensina as pessoas a melhorarem suas condições físicas e habilidades.

Neste post, apresentaremos as diferenças existentes nessas duas áreas, ajudando-o a tomar a melhor decisão para a sua vida acadêmica e profissional. Continue lendo e saiba mais a esse respeito!

O que considerar na escolha entre Educação Física ou Fisioterapia?

Como podemos observar através das definições apresentadas, enquanto a Fisioterapia tem por objetivo recuperar movimentos, órgão e funções, a Educação Física melhora e condiciona fisicamente as pessoas.

Apesar das duas áreas estarem envolvidas com a saúde física, cada qual tem objetivos distintos.

Vamos, então, conhecer alguns detalhes que o ajudarão a encontrar a melhor opção para a sua escolha acadêmica e profissional:

Mercado de trabalho

A formação em Educação Física irá capacitar o acadêmico a conhecer aspectos biológicos, dos movimentos, corpo humano e diversas modalidades esportivas.

Esse profissional pode trabalhar como professor em escolas e em atividades que envolvem as seguintes áreas:

  • personal trainer ou instrutor em academias, clubes e spas voltado ao condicionamento físico,
  • preparador físico de clubes e equipes esportivas,
  • coordenação de programas recreativos, de lazer e turismo envolvendo atividades físicas,
  • atuação em empresas como orientador de ginástica laboral,
  • reabilitação física junto a equipe multiprofissional em clínicas e hospitais,
  • orientador de atividades físicas para grupos da terceira idade, portadores de deficiências, gestantes, etc.
  • empreendedorismo na área esportiva, gestão de academias e organização de eventos.

A formação em Fisioterapia, por sua vez, é voltada a profissionais que tenham interesse em atuar com:

  • prevenção e tratamento de lesões em atletas,
  • recuperação e trabalhos com idosos,
  • recuperação de traumas, fraturas e reeducação postural,
  • tratamento de lesões causadas por esforço repetitivo (LER) nas empresas,
  • trabalhos desenvolvidos com pessoas que estão em tratamento de câncer,
  • recuperação de pacientes que passaram por procedimento cirúrgico,
  • tratamentos estéticos.

Grade curricular

O curso de Educação Física é oferecido como bacharelado e licenciatura, formando profissionais para as diversas atividades já mencionadas anteriormente e para atuarem como professores.

Já a Fisioterapia é voltada apenas ao bacharelado.

Os dois cursos apresentam muitas disciplinas em comuns, especialmente nos primeiros anos da faculdade.

No decorrer do curso, os fisioterapeutas são preparados para realizar diagnósticos e avaliar qual a melhor alternativa de tratamento para as diversas situações apresentadas por seus pacientes.

Diante disso, recebem conteúdos aprofundados em:

  • neurologia,
  • ortopedia,
  • cardiologia,
  • traumatologia,
  • pneumologia.

Já o acadêmico da Educação Física irá se especializar nos diferentes esportes que envolvem atividades em quadras, piscinas e academias.

Esse profissional busca incessantemente condições e práticas que possam melhorar o desempenho físico das pessoas.

Investimento

Os dois cursos possuem uma duração média de quatro ou cinco anos, podendo ser realizados na modalidade presencial, à distância ou híbrida.

Após a formação, o fisioterapeuta precisará investir em equipamentos e aparelhagens, caso venha a trabalhar por conta própria, montando a sua própria clínica de fisioterapia.

A situação do formando em Educação Física é parecida, caso tenha por objetivo montar a sua própria academia, quando precisará investir nos aparelhos próprios para essa atividade.

No demais, as duas profissões oferecem boas oportunidades, onde os investimentos dizem respeito somente ao tempo dedicado aos estudos e as mensalidades da Universidade.

Áreas de atuação

Como vimos anteriormente, são muitas as oportunidades no mercado de trabalho para os formandos desses dois cursos.

Isso significa que além de atuarem como empreendedores, existem muitas possibilidades para o desenvolvimento de uma carreira profissional, como, por exemplo:

Fisioterapia

O fisioterapeuta pode oferecer os seus serviços para as seguintes instituições:

  • hospitais,
  • clínicas,
  • consultórios,
  • ambulatórios,
  • centros de reabilitação,
  • home care,
  • clubes desportivos,
  • centros de saúde.

Educação Física

O profissional de Educação Física pode atuar e construir uma excelente carreira em:

  • escolas,
  • laboratórios de pesquisas,
  • clubes,
  • academias,
  • clínicas de reabilitação,
  • personal trainer,
  • hotéis, cruzeiros e empresas voltadas ao lazer,
  • empresas que oferecem ginástica laboral aos colaboradores,
  • empresas e clubes desportivos.

Onde cursar Fisioterapia e Educação Física?

Depois de todas essas informações, você certamente já consegue vislumbrar aquilo que mais lhe atrai.

As duas profissões vem sendo cada vez mais valorizadas, pois, tanto a saúde e o bem-estar quanto a qualidade de vida, vem recebendo cada vez mais atenção da sociedade e das autoridades.

Da mesma forma, a valorização do esporte é perceptível em todas as regiões do mundo e as atividades físicas ganham cada vez mais espaço, atendendo as mais diversas necessidades e especialmente conquistando a atenção de:

  • jovens,
  • adultos,
  • idosos.

A partir da escolha do curso a ser realizado, é fundamental avaliar a Universidade onde você irá desenvolver a sua formação acadêmica.

Para isso, alguns pontos precisam ser observados, pois a escolha certa fará toda a diferença na sua formação e no seu currículo.

Uma Universidade de qualidade é aquela que possui experiência, tradição e oferece a seus alunos:

  • corpo docente qualificado,
  • laboratórios,
  • disponibilidade tecnológica,
  • bibliotecas,
  • projeto pedagógico de qualidade,
  • flexibilidade de horários.

A Universidade Luterana do Brasil (ULBRA) é uma das mais importantes instituições de ensino do país, oferecendo ensino de qualidade nas modalidades presencial e a distância, além de uma ampla programação de extensão e pesquisa.

A partir da implantação do Ensino à Distância (EAD) a Ulbra oferece seus cursos através de polos credenciados a mais de 100 locais das regiões norte, centro-oeste, sudeste e sul do Brasil.

Estudar na Ulbra é ter a certeza de estar escolhendo uma Universidade de qualidade que não mede esforços em levar o conhecimento a seus alunos, contribuindo com a inclusão social e o desenvolvimento comunitário.

Agora que você sabe quais são as diferenças entre a Educação Física e a Fisioterapia, faça sua matrícula e inicie a sua caminhada rumo a uma carreira gratificante e de sucesso!

Gostou deste conteúdo? Compartilhe!

Cadastre-se e saiba mais sobre os nossos cursos e processos seletivos. Fique por dentro de tudo o que você, como futuro aluno ULBRA, precisa saber!